quarta-feira, 13 de novembro de 2019

A eterna batalha entre o presente e o futuro e atualização do patrimônio de OUT/2019

Se eu te dissesse que existe uma habilidade que é a chave para se dar bem na vida.
Uma única habilidade que pode ser a diferença entre uma vida de privação e uma vida de abundância.
- Diz logo mendigo que habilidade é essa! - antes clique aqui para comprar meu curso que ensina essa habilidade – calma é brincadeira :))
A habilidade que tem um potencial praticamente ilimitado de trazer impacto na sua vida é a habilidade de adiar gratificação.

Essa habilidade consiste em fazer hoje alguma coisa que só vai te beneficiar no futuro. E ela funciona exatamente como os juros compostos, de forma exponencial. Pequenas concessões no presente levam a grandes recompensar no futuro.
O que é mais gostoso? Ficar assistindo episódios de uma série ou ler um livro que ensina programação aplicada a big data?
Qual traz o maior beneficio? O episódio da série talvez você nem lembre daqui a duas semanas, o livro pode mudar sua vida toda.

As decisões que tomamos na vida tem pouco valor por si só, o que tem valor é a disciplina de adiar a gratificação e fazer o necessário para implementar essa decisão.
Lembre-se das suas resoluções de ano novo: esse ano eu vou comer de forma mais saudável, sem a habilidade de implementar isso do que valeu essa resolução?

Então, agora que sei o segredo, a partir de amanhã, vou viver com uma disciplina espartana. Sabemos que não é assim que a banda toca. Nosso cérebro é uma entidade que busca acima de tudo rotina, uma zona de conforto. Você tem décadas de hábitos e rotinas que definem como sua vida é hoje, o que você precisa fazer é ir modificando seus hábitos de acordo com o que você quer ser no futuro. Se não for feito um mínimo de esforço para alcançar esse novo “eu”, as coisas tendem a ficar como estão. Na verdade tendem a ficar piores, pois o mundo avança de uma certa forma que ficar parado é ficar para trás.

Não há vitória completa, há apenas a contínua batalha. Sempre quereremos o imediato, o fácil, o confortável. Aí reside o dilema, o prazer inibe o progresso, então temos que buscar o equilíbrio.
Ter apenas prazer destrói o teu futuro, ter apenas progresso torna o presente insuportável.

Deixo de presente uma citação de Sêneca: “Qual é o limite adequado para a riqueza? É, primeiro, ter o que é necessário, e, segundo, ter o que é suficiente.

E um vídeo sobre o assunto:
 

Atualização do patrimônio de OUT/2019

Patrimônio = R$ 905’923,74
Aporte = R$ 13’553,90 (1,50% patrimônio)
Rentabilidade = 2,84%
Inflação = 0,13%
CDI = 0,46%
Rentabilidade acumulada desde dez 2017 = 31,42%
Inflação acumulada = 7,28%
CDI livre de IR acumulado = 10,19%
CDI + Inflação = 17,47%

Patrimônio passou a barreira dos 900k. Levei anos para juntar os primeiros 100k, quanto tempo vai levar para eu vencer esses 100k que me separam do meu primeiro milhão? Os últimos 100k vieram em 5 meses, não vou ser tão otimista, espero o milhão para daqui um ano.

O que muda atingindo essa mítica marca? Absolutamente nada.

Não vou cair no clichê de dizer que um milhão já não vale nada, é claro que é uma boa quantia, é mais da metade do caminho para mim. Ele só não é a mesma quantia que eu perseguia a 11 anos atrás quando comecei a poupar. Atualizado pelo IPCA você devera ter um pouco mais de 1,8kk para ter o mesmo poder de compra de um milhão 11 anos atrás.

Então não mudou a quantia que eu persigo a 11 anos. Comecei perseguindo o um milhão por ser um número redondo e bonito e hoje persigo o 1,8kk que me propiciaria a independência financeira com uma boa margem de segurança.



 
 
Boa caminhada rumo à IF confrades!

Um comentário:

  1. Parabéns pelo aporte. Está quase no 1 milhão de fato, essa marca é muito importante mesmo desconsiderando a inflação. Foco que vai chegar em menos de um ano!

    ResponderExcluir